9.8 C
Porto Alegre
terça-feira, agosto 3, 2021
InícioDrive - DicasCâmbio automático - Tudo o que você gostaria de saber sobre o...

Câmbio automático – Tudo o que você gostaria de saber sobre o assunto, e nenhum engenheiro teve paciência em explicar

Um breve entendimento

Imagine você caro amigo que toda a indústria automobilística mundial tivesse se reunido e desenvolveram o melhor motor do mundo, o mais potente, o mais robusto com as melhores performances, no entanto, não deram a devida importância à transmissão. Teriam dado um tiro n’água; mais de 1.000 CV de potência, e o carro não sairia do lugar; toda essa energia canalizada não chegaria as rodas. Assim inventam o câmbio de transmissão, que ao longo de décadas vem se desenvolvendo através de inúmeras pesquisas; testes árduos e constante aprimoramento das tecnologias, modernizando, buscando proporcionar melhor dirigibilidade e conforto, traduzindo o prazer em dirigir. Dessa incansável busca surge o câmbio automático e com ele várias dúvidas, e as perguntas mais frequentes podemos destacar algumas em especial:

Quem inventou o câmbio com transmissão automática?

A transmissão automática foi inventada em 1921 por ALFRED HORNER MUNRO, de Regina, no Canadá, e patenteado em 1923. Por ser engenheiro de vapor, MUNRO projetou seu dispositivo para usar ar comprimido em vez de fluido hidráulico, e por isso, sua invenção não tinha aplicação comercial, não potencializou.

Carros com transmissão automática são mais rápidos do que carros com transmissão manual?

Com referência à velocidade, existem outros fatores a se considerar, todo o conjunto, sendo estes; motor, câmbio, pneu, suspensão, tamanho, coeficiente de atrito, peso, freio, desenho aerodinâmico, potência, torque, tração, enfim… O maior problema de um câmbio manual, é a relação de marcha, se for muito longa pode ser ruim para o desempenho, vai depender do torque; se for muito curta, o carro chegará ao final do RPM muito rápido e pouco se aproveitará do motor. Em se tratando de câmbio automático, os com muitas marchas (6, 7, 8 e acima) são mais eficientes que os manuais, já os com poucas marchas, podem acabar com o desempenho e frustrar o condutor. Há também os câmbios automáticos que “seguram as marchas”, denominados popularmente de “câmbios burros”, estes também matam o desempenho.

Qual carro é mais econômico? Com câmbio automático, ou manual?

Para responder esta questão, ouvimos a opinião de um expert em testes com veículos, SR. EMÍLIO CAMANZI. – Sr. Emílio, carros automáticos e automatizados consomem mais combustível?

(Respondendo) – É um consenso que os câmbios automáticos consomem mais combustível e têm um desempenho mais modesto que os de câmbio manual. Por outro lado, existem os câmbios “robotizados” modernos que permitem um desempenho até melhor e um menor consumo. Os conhecidos como automatizados com dupla embreagem como os AUDI, PORSCHE e FORD por exemplo, reúnem o melhor dos dois tipos: trocas automáticas rápidas ou manuais sequenciais, e ainda, tem o menor consumo.

Se você prefere o prazer de dirigir, talvez deva escolher o manual, mas faça um TEST DRIVE antes, poderá sentir esse mesmo prazer em dirigir, sem o inconveniente do estresse em um trânsito pesado, por exemplo, com tantas paradas e arrancadas.

Quais as diferenças entre câmbio automático e o câmbio automatizado?

Podem parecer a mesma coisa, já que não possuem o pedal de embreagem, entretanto a construção de um e outro, são diferentes. No caso dos câmbios automáticos, o sistema não possui embreagem, em compensação possuem um conversor de torque que faz a intermediação das trocas de marchas, uma característica do câmbio automático, é de que as trocas de marchas são realizadas de forma suave, porém consomem mais combustível devido a esse conversor.

Já no automatizado, o sistema é semelhante ao de um carro com transmissão manual, possui inclusive embreagem, porém não existe o pedal. – COMO ASSIM? POSSUI EMBREAGEM, MAS NÃO TEM O PEDAL? Simples; o acionamento da embreagem fica sob a responsabilidade de atuadores hidráulicos comandados eletronicamente fazendo assim com que as trocas de marchas sejam realizadas sem a intervenção do motorista, e sua pior característica, é apresentar trancos nas trocas de marchas, uma vez que passa-se por um processo em seu interior, para que a troca de marchas ocorra, e este processo não é realizado de forma tão rápida, ( estes são observados nos de simples embreagem, como o I-MOTION, o DUALOGIC, o X-TRONIC ) entre outros, porém como não possuem conversor de torque consomem menos combustível do que o câmbio automático.

Quanto à manutenção, no caso do automático, caso o mesmo receba toda a manutenção preventiva, e seja utilizado de forma correta, possui VIDA LONGA, raramente irá apresentar maiores problemas, mas, pela complexidade do sistema, caso ocorra um problema mais sério, seu reparo costuma ser bastante caro, não só a troca de peças, como também a mão de obra que deverá ser realizada por profissional qualificado e especializado. No caso dos automatizados, sua manutenção costuma ser mais em conta, porém por possuir muita eletrônica embarcada no seu funcionamento, é muito comum a apresentação de problemas, exigindo manutenções constantes, e dependendo do problema que apresente, poderá ficar também bem cara.

Quais as vantagens e desvantagens de se ter um carro com câmbio automático em comparação a um carro co câmbio manual?

Vantagens:

#1- Desempenho – Alguns carros são mais rápidos que seus parentes com transmissão manual, isto devido ao fato de a programação do câmbio ser excelente. (Você não precisa parar de acelerar, pisar na embreagem, trocar de marcha e voltar a acelerar);

#2- Conforto – Você aposenta o pé esquerdo. Imagine-se em uma capital na HORA DO RUSH por horas no transito intenso de para e anda. Inclusive este é um dos principais fatores responsáveis pela meta histórica de em 2018, 47,9 % dos emplacamentos feitos no Brasil corresponderem à carros com câmbio automáticoLeia nosso post exclusivo;

#3- Tecnologia – Itens como freio autônomo, piloto automático adaptativo, sistema START/STOP, sistema de permanência na faixa. Em um carro com transmissão manual, dificilmente isso seria possível;

#4- Elétricos – O futuro já está aí. Câmbios automáticos, ou CVT, são os escolhidos nos carros elétricos, dão torque instantâneo;

#5- Praticidade – A liberdade de movimento com mais segurança e por mais tempo com uma das mãos, caso necessário. (Não recomendávelo correto e mais seguro é sempre estar com as duas mãos ao volante;

#6- Facilidade – Basicamente basta ACELERAR e FREAR.

#7- FÓRMULA 1 – Carros com PADDLE SHIFTERS, são extremamente práticos e com tecnologia de ponta, que são aquelas aletas atrás do volante, que sobem ou descem marchas, conforme o motorista queira.

#8- Inclusivos – Ajuda as pessoas portadoras de necessidades especiais e portadoras de deficiências a ter acesso e se locomoverem de forma independente.

Desvantagens:

#1- Custo de manutenção – Se houver mau uso o equipamento e a embreagem quebrar a conta sai alta, tanto mecânica, quanto mecatrônica, exige qualificação profissional para reparar;

#2- Consumo de óleo – Se o câmbio for dupla embreagem e banhado em óleo, ele consome muito óleo;

#3- Casos de mal funcionamento – Se o seu câmbio, seja ele automático ou automatizado, for mal feito, seu carro simplesmente NÃO ANDA. Existem inúmeros relatos de mal funcionamento, dentre eles o EASYTRONIC (Chevrolet), DUALOGIC (FIAT), POWERSHIFT (Ford), I-MOTION (VW), EASY R (Renault), AL-4 (Peugeot/Citroën);

#4- Câmbio burro – O carro será beberrão, caso do AL-4 (Peugeot/Citroën), esse modelo sofre com esse problema, segura muito as marchas e o carro fica esgoelando, com giro altíssimo, só trocando acima dos quase 4.000 giros em primeira marcha.

#5- Câmbio curto – Se for este o caso, será beberrão também. Não aproveita o motor, o carro não desenvolve velocidade e desempenho, exemplo dos AT-4 (Chevrolet família II), AT-4 (Peugeot/Citroën), os AT-4 (TOYOTA atual ETHIOS, COROLLA antigos) estes modelos são propensos a ter alto consumo.

#6- Carro fica mais pesado – O carro bebe mais, pois fica mais pesado. Câmbio é o segundo componente mais pesado, (só perdendo para o motor) adicionando de 50 a 100 kg ao peso do veículo, mais o peso para se tirar o carro da inércia.

#7- Carro morno – Para quem é entusiasta, câmbios automáticos podem ser frustrantesVocê não sente da forma esperada o carro nem controla seu desempenho.

#8- Pode ser barulhento – Isto se estivermos falando dos CONTINUAMENTE VARIÁVEIS-CVT principalmente nos modelos compactos da HONDA, o câmbio CVT foi feito para ser econômico e confortável, e não para o desempenho.

Gostou das nossas dicas? Fique ligado na série e saiba tudo sobre o universo do seu câmbio automático, que caiu no gosto do Brasileiro apaixonado por carros!

Facebook Comentários
- Advertisment -

cadastre-se

Cadastre-se GRATUITAMENTE e receba nossas notícias, dicas exclusivas e promos no seu e-mail.

MAIS POPULARES

- Advertisment -spot_img

TAGS

Facebook Comentários